IMÓVEIS EM ILHÉUS

IMÓVEIS EM ILHÉUS

JORNAL DO MEIO DIA DA GABRIELA FM

JORNAL DO MEIO DIA DA GABRIELA FM
102,9

REI DAS ESQUADRIAS

REI DAS ESQUADRIAS
AV. ITABUNA. ILHÉUS BA

RESTAURANTE MESTRE CUCA

RESTAURANTE MESTRE CUCA
AGORA COM RODIZIO

quinta-feira, 8 de junho de 2017

Por 4x3, delações da Odebrecht são excluídas de julgamento da chapa Dilma-Temer

Por 4x3, delações da Odebrecht são excluídas de julgamento da chapa Dilma-Temer
Foto: TSE
A maioria dos ministros do Tribunal Superior Eleitoral (TSE) decidiu que as delações da Odebrecht e os depoimentos dos marqueteiros João Santana e Mônica Moura não poderão ser considerados como prova para o julgamento do processo que pede a cassação da chapa Dilma Rousseff-Michel Temer. Foram quatro votos contrários à inclusão e três a favor. Este placar já era esperado porque, durante a parte do julgamento que ocorreu na manhã desta quinta-feira (8), os ministros tinham indicado que se posicionaram contra o apensamento. Votaram contra a inclusão os ministros Tarcísio Vieira Neto, Napoleão Nunes, Admar Gonzaga e o presidente do TSE, Gilmar Mendes. Já os ministros Luiz Fux, Rosa Weber e Herman Benjamin, relator do processo, foram contra o acréscimo das provas nos autos. Embora essa decisão ainda não absolva a chapa vencedora, ela exclui dos autos as evidências relevantes de que houve caixa dois no pleito de 2014, o que enfraquece as acusações contra Temer e Dilma e pode culminar na absolvição da chapa.

Nenhum comentário:

Postar um comentário